domingo, 30 de abril de 2017

Pintura, Pintura e Pintura

Quem precisa do desenho quando se sabe colorir? Há quem diga que a arte abstrata, geométrica ou não, carece de narrativa. É o mesmo que dizer que os golfinhos não se comunicam só porque não conhecemos os seus códigos. A cor é autônoma, pode ser identificada pelo seu comprimento de onda, igualzinho ao som, possui sua carga expressiva por si só. Depois desse breve texto eu coloco três trabalhos magníficos, feitos por alunos do 7° ano do Colégio Rogelma.






Trabalhos maravilhosos, bom, pelo menos eu acho. Para que o artista pudesse ter a liberdade de usar apenas as cores, o curso da arte teve que ser alterado, com o estudo da cor pelos artistas no final do século XIX, eles passaram a observar as cores ao ar livre, dessa forma entenderam como se passa ou como é que enxergamos as cores. Foi por esse caminho que a Cor ganha a sua autonomia, definitivamente através da arte abstrata.

Esse post merece mais, então vamos recorrer ao Itaú Cultural e ver o que achamos!

ABSTRACIONISMO


Definição



Em sentido amplo, abstracionismo refere-se às formas de arte não regidas pela figuração e pela imitação do mundo. Em acepção específica, o termo liga-se às vanguardas européias das décadas de 1910 e 1920, que recusam a representação ilusionista da natureza. A decomposição da figura, a simplificação da forma, os novos usos da cor, o descarte da perspectiva e das técnicas de modelagem e a rejeição dos jogos convencionais de sombra e luz, aparecem como traços recorrentes das diferentes orientações abrigadas sob esse rótulo. Inúmeros movimentos e artistas aderem à abstração, que se torna, a partir da década de 1930, um dos eixos centrais da produção artística no século XX.


É possível notar duas vertentes a organizar a ampla gama de direções assumidas pela arte abstrata. A primeira, inclinada ao percurso da emoção, ao ritmo da cor e à expressão de impulsos individuais, encontra suas matrizes no expressionismo e no fauvismo. A segunda, mais afinada com os fundamentos racionalistas das composições cubistas, o rigor matemático e a depuração da forma, aparece descrita como abstração geométrica. As vanguardas russas exemplificam as duas vertentes: Wassili Kandinsky (1866-1944), representante da primeira, é considerado pioneiro na realização de pinturas não-figurativas com Primeira Aquarela Abstrata (1910) e a série Improvisações (1909/1914). Seu movimento em direção à abstração inspira-se na música e na defesa de uma orientação espiritual da arte, apoiada na teosofia. Em torno de Kandinsky e Franz Mac (1880-1916) organiza-se, na Alemanha, o Der Blaue Reiter [O Cavaleiro Azul], 1911, grupo do qual participam August Macke (1887-1914) e Paul Klee (1879-1940), e se aproximam as pesquisas abstratas de Robert Delaunay (1885-1941) e o simbolismo místico do checo radicado em Paris Frantisek Kupka (1871-1957).


Kasimir Malevich (1878-1935) é um dos maiores expoentes da arte abstrata geométrica. No bojo do suprematismo, 1915, defende uma arte comprometida com a pesquisa metódica da estrutura da imagem. A geometria suprematista se apresenta nos célebres Quadrado Preto Suprematista (1914/1915) e Quadrado Branco sobre Fundo Branco (1918). A obra de Malevitch tem impacto sobre o construtivismo de Alexander Rodchenko (1891-1956) - ver Negro sobre Negro (1918) - e o realismo dos irmãos A. Pevsner (1886-1962) e N. Gabo (1890-1977). O neoplasticismo de Piet Mondrian e Theo van Doesburg indica outra tendência da abstração geométrica. O movimento se organiza em torno da revista De Stijl [O Estilo], 1917, e tem o propósito de encontrar nova forma de expressão plástica, liberta de sugestões representativas. As composições se articulam com base em elementos mínimos: a linha reta, o retângulo e as cores primárias - azul, vermelha e amarela -, além da preta, branca e cinza. As idéias estéticas defendidas em De Stijl reverberam nos grupos Cercle et Carré (1930) e Abstraction-Création (1931), na França, e no Circle (1937), na Inglaterra.


Depois da Segunda Guerra Mundial (1939-1945), a Europa e os Estados Unidos assistem a desdobramentos da pesquisa abstrata. O tachismo europeu, também associado à abstração lírica, apresenta-se como tentativa de superação da forma pela ultrapassagem dos conteúdos realistas e dos formalismos geométricos. Os trabalhos de Hans Hartung (1904) e Pierre Soulages (1919) apóiam-se sobretudo no gesto, enquanto nas obras de Jean Fautrier (1898-1964) e Jean Dubuffet (1901-1985) - e nos trabalhos de Alberto Burri (1915-1995) e Antoni Tàpies (1923-2012) - a pesquisa incide preferencialmente sobre a matéria. Nos Estados Unidos, a abstração ganha força com o expressionismo abstrato de Jackson Pollock (1912-1956) e Willem de Kooning (1904-1997) - que descarta tanto a noção de composição, cara à abstração geométrica, quanto a abstração lírica -, as grandes extensões de cor não modulada de Barnett Newman (1905-1970) e Mark Rotkho (1903-1970) e a pintura com cores planas e contornos marcados de Ellsworth Kelly (1923) e Kenneth Noland (1924). O minimalismo de Donald Judd (1928), Ronald Bladen (1918-1988) e Tony Smith (1912-1980) - tributário de uma vertente da arte abstrata norte-americana que remonta a Ad Reinhardt (1913-1967), Jasper Johns (1930) e Frank Stella (1936) - retoma as pesquisas geométricas na contramão da exuberância romântica do expressionismo abstrato.


No Brasil, as obras de Manabu Mabe (1924-1997) e Tomie Ohtake (1913) aproximam-se do abstracionismo lírico, que tem adesão de Cicero Dias (1907-2003) e Antonio Bandeira (1922-1967). Nos anos 80, observa-se uma apropriação tardia da obra de Kooning na produção de Jorge Guinle (1947-1987). O pós-minimalismo, por sua vez, ressoa em obras de Carlos Fajardo (1941), José Resende (1945) e Ana Maria Tavares (1958). Em termos de abstração geométrica, são mencionados os artistas reunidos no movimento concreto de São Paulo (Grupo Ruptura) e do Rio de Janeiro (Grupo Frente) e no neoconcretismo.




https://auh308.files.wordpress.com/2013/03/sem-9-kandinsky.pdf

sexta-feira, 28 de abril de 2017

The Case for Lula

He Deserves a Fair Trial, Not Persecution



Luiz Inácio Lula da Silva, known simply as Lula, remains one of Brazil’s most popular politicians. An uneducated lathe operator turned union leader, Lula helped found Brazil’s Workers’ Party, in 1980, before winning the presidency in both 2002 and 2008 with large majorities. Under Lula’s governance, Brazil became a major power, was awarded the honor of hosting the 2016 Olympic Games, and lifted 40 million of its people out of poverty. The most recent opinion poll shows that he remains the favorite in the 2018 presidential race. Since 2016, however, he has been under investigation as part of the anticorruption campaign known as Operation Car Wash, and a conviction would disqualify him from running.


Lula has denied all the accusations against him. He believes that the investigation is politically motivated, and many of his compatriots agree: according to a poll conducted by Instituto Paraná Pesquisas, a market research firm, 42.7 percent of Brazilians agree that Lula is being persecuted by the media and the judiciary in an effort to remove him from the 2018 presidential race. So far, prosecutors have found no hard evidence linking him to the alleged crimes, yet they have used aggressive tactics, such as leaking recordings of wiretapped phone calls he made to his family, to publicly embarrass him. In this and other ways, Lula’s case has raised crucial questions about Brazil’s judicial system: specifically, whether it can give Lula a fair trial and protect the due process rights of those accused of corruption.

Brazil maintains an antiquated system for investigating and judging criminal offenses, which it inherited from Portugal in the early nineteenth century (but which Portugal itself has long since abandoned). This system offers no separation between the role of the investigating judge, who supervises and approves the work of the police and the prosecutors, and that of the trial judge, who should hear cases without bias or preconceptions. 

É assim que muitos jornalistas estrangeiros estão entendendo o que está acontecendo por aqui, não é bem como a Globo e os coxinhas da extrema direita querem fazer a maioria entender. Destaco do texto acima as seguintes observações: 

"...42.7 percent of Brazilians agree that Lula is being persecuted by the media and the judiciary in an effort to remove him from the 2018 presidential race."

"...Brazil maintains an antiquated system for investigating and judging criminal offenses, which it inherited from Portugal in the early nineteenth century (but which Portugal itself has long since abandoned)."


Paralisação... Parar mais o que?

Hoje está "rolando" uma paralisação em todo Brasil, bom, pelo menos é isso que seus organizadores esperam. A verdade é que estamos parados a tanto tempo... Tipo, estamos nas mesmas condições, ou pelo menos é o que parece, do Brasil Imperial. Nossos lucros ainda se alicerçam nas vendas de produtos brutos, sem serem industrializados. Vendemos petróleo bruto, farelo de soja, açúcar, café, celulose e lá nos últimos itens aparece os aviões de pequeno e médio porte, produzidos pela EMBRAER.

Como esperar por uma aposentadoria de 1º mundo se ainda não fizemos o dever de casa? Na educação damos duro, incentivamos os poucos alunos que ainda querem algo diferente, aqueles poucos que procuram fazer a diferença. Esses estudam e passam para instituições de referência, se formam e no final um grupo de estrangeiros desembarca no Brasil, oferece bons salários e progressão profissional, e eles, nosso "verdadeiro ouro", acabam indo embora...

Exportações somam US$ 3,624 bilhões na segunda semana de março

Chega de parar o Brasil, precisamos avançar em todos os sentidos, mas principalmente fazer com que os nossos jovens cérebros permaneçam em território nacional, serão eles que terão a condição de mudar o Brasil Exploração pelo Brasil onde haja de fato Ordem e Progresso. Se não for esse o fundamento para que façamos manifestações, não faz sentido nenhum parar mais uma vez o nosso país, o nosso Brasil!

Para a vossa reflexão um trecho de uma matéria:


Exportações somam US$ 3,624 bilhões na segunda semana de março


17 março 2015

Entre os dias 9 e 15 de março de 2015, segunda semana do mês, as empresas brasileiras exportaram US$ 3,624 bilhões. A média diária das exportações chegou a US$ 724,8 milhões, o que representou uma redução de 7,8% em relação à semana anterior. Nessa comparação, houve diminuição das vendas de manufaturados (-13,5%) – principalmente tubos de ferro fundido, laminados planos, automóveis e partes, suco de laranja e veículos de carga – e de produtos básicos (-11,2%) – por conta de soja em grão, minério de ferro, carne de frango e bovina, e farelo de soja. Já as vendas externas de produtos semimanufaturados apresentaram crescimento de 12,8%, motivado, principalmente, pelos embarques de celulose, ouro em forma semimanufaturada, ferro fundido e óleo de soja em bruto.

No mesmo período, os importadores brasileiros compraram US$ 3,648 bilhões, volumes que representam um déficit semanal de US$ 24 milhões. A média diária das importações chegou a US$ 729,6, uma retração de 8,3% na comparação com a primeira semana do mês, explicada, principalmente, pela diminuição nos gastos com combustíveis e lubrificantes, aparelhos eletroeletrônicos, veículos automóveis e partes, plásticos e obras, e siderúrgicos.

Mês

No mês, a média diária das exportações é de 755,4 milhões, valor 18,6% inferior à média registrada em março do ano passado. Neste cenário, houve diminuição das exportações de produtos básicos (-32,4%) – principalmente minério de ferro, soja em grão, carne suína, de frango e bovina, e petróleo em bruto – e manufaturados (-6,7%) – aviões, polímeros plásticos, motores e geradores, motores para veículos, açúcar refinado e autopeças. Por outro lado, observa-se, no mesmo período comparativo, um aumento nas vendas de produtos semimanufaturados de 6,2%, especialmente de ouro em forma semimanufaturada, açúcar em bruto, madeira serrada, celulose, ferro-ligas e ferro fundido.

Na comparação com fevereiro deste ano, também pela média, as exportações cresceram 12,4%, com destaque para os três grupos de produtos: básicos (18,4%), manufaturados (9,1%) e semimanufaturados (3,7%).

As importações registram média diária de US$ 762,8 milhões, performance 17,2% menor que a verificada em março do ano passado, com redução, principalmente, das compras externas de adubos e fertilizantes (-33,9%), veículos automóveis e partes (-33,4%), combustíveis e lubrificantes (-30,1%), borracha e obras (-24,5%) e equipamentos mecânicos (-20,1%).

Em relação a fevereiro, a redução é de 8,1% nas importações, causada essencialmente por combustíveis e lubrificantes (-38,8%), adubos e fertilizantes (-24,4%), plásticos e obras (-13,4%) e siderúrgicos (-8,7%).

Ano

No ano, até a segunda semana de março (49 dias úteis) as exportações chegam a US$ 33,350 bilhões (média diária de US$ 680,6 milhões). Em relação ao mesmo período do ano passado, quando a média diária das exportações foi de US$ 791,1 milhões, houve a retração de 14%. As importações foram de US$ 39,439 bilhões, com média diária de US$ 804,9 milhões. Valor 11,3% menor que o registrado no mesmo período de 2014, quando a média diárias das importações foi de US$ 907 milhões.

De janeiro à segunda semana de março, o saldo da balança comercial está deficitário em US$ 6,089 bilhões, com resultado médio diário negativo de US$ 124,3 milhões. No período equivalente de 2014, foi registrado déficit de US$ 5,785 bilhões, com média diária negativa de US$ 115,9 milhões. No período, a corrente de comércio – soma das duas operações – chegou a US$ 72,789 bilhões, com desempenho diário de US$ 1,485 bilhão. O valor é 12,5% menor que o verificado em 2014 (US$ 1,698 bilhão).


Fonte: Brasil Export

quarta-feira, 26 de abril de 2017

Como diria o povão: "A Cobra vai fumar"

Resultado de imagem para A Cobra vai fumar

Não galera! O Brasil não vai entrar em guerra não, apenas as coisas por aqui vão começar a ficar mais democráticas e com o tempo os "Deuses da Carne Fraca" poderão ser presos e inclusive perder o emprego. Se liga ai "Chefia"!!!

Senado aprova projeto que endurece punições para abuso de autoridade



O texto foi praticamente aprovado na íntegra, apenas algumas nuances foram modificadas, mas a ideia de punir a galera da capa preta foi bem aceita, na verdade a votação mostrou o quanto a população vem sofrendo com as distorções de uma lei da época do regime militar, a qual dava plenos poderes para pessoas falíveis...
 Destaco para vocês um trecho da matéria que ilustra bem o que vem por ai, acho que algumas autoridades devem começar a rever as suas estratégias e atuação, pois se não o fizerem correm o risco de perderem os seus empregos. Se liga ai Tia!!!


O PROJETO


O projeto revoga a legislação em vigor, aumenta o número de casos e impõe punições mais rigorosas para autoridades que cometem abuso.

Estão sujeitos às punições previstas no projeto servidores públicos e militares, membros do Poder Legislativo, Judiciário, do Ministério Público e dos tribunais ou conselhos de conta.

O projeto prevê também, como forma de punição, a inabilitação para o exercício de cargo por período de até cinco anos, variando com relação à condenação. Além disso, propõe a perda do cargo, do mandato ou da função pública em caso de reincidência.

Entre outros pontos, o projeto prevê punição para as seguintes práticas:

Divulgar gravação sem relação com a prova que se pretendia produzir, “expondo a intimidade ou a vida privada, ou ferindo a honra e a intimidade” do acusado ou do investigado no processo. Punição: de 1 a 4 anos de detenção e pagamento de multa; 

Realizar interceptações ou escutas sem autorização judicial ou com objetivos não autorizados em lei. Pena: reclusão de 2 a 4 anos e multa; 

Punição para a autoridade que estende a investigação sem justificativa e em “prejuízo do investigado”. Detenção de 6 meses a 2 anos de multa; 

Pena de 1 a 4 anos de detenção, além do pagamento de multa, para delegados estaduais e federais, promotores, juízes, desembargadores e ministros de tribunais superiores que ordenarem ou executarem "captura, prisão ou busca e apreensão de pessoa que não esteja em situação de flagrante delito ou sem ordem escrita de autoridade judiciária"; 

A proposta estabelece ainda pena de detenção de 1 a 4 anos para a autoridade policial que constranger o preso, com violência ou ameaças, para que ele produza provas contra si mesmo ou contra terceiros;
  
Fotografar ou filmar, permitir que fotografem ou filmem, divulgar ou publicar filme ou filmagem de preso, internado, investigado, indiciado ou vítima sem consentimento, com o objetivo de expor a pessoa a vexame ou à execração pública (pena de detenção de seis meses a 2 anos, além de multa);
  
Invadir, entrar ou permanecer em casas de suspeitos sem a devida autorização judicial e fora das condições estabelecidas em lei (pena de detenção de 1 a 4 anos); 

Não fornecer cópias das investigações à defesa do investigado (pena de detenção 6 meses a 2 anos). 













sexta-feira, 21 de abril de 2017

Arte em tudo que vejo

Você costuma ver imagens em nuvens? Ou quem sabe nos padrões do piso e acabamentos utilizados nas construções?

Se você disse sim pode se considerar um artista, pois, a arte é o produto de quem a faz e também de quem a aprecia. Eu digo que todos nós temos um artista que precisa chegar a superfície, aparecer, se revelar.

A Arte é um dos parâmetros que nos distinguem dos outros seres vivos, o ser humano é criativo por natureza. Observem uma pessoa trabalhando, de um jeito ou de outro ela irá deixar transparecer pelo menos uma das quatro vertentes artísticas.

Olha a arrumação do Bis nas Lojas Americanas:

Censura X Abuso de Autoridade

Ainda na linha das postagens "Só me interessam os oitenta", me veio a memória de um questionamento dos "Oitenta", na época a censura tinha plenos poderes, podemos até compará-los com o que o grupo de Moro tem feito na operação "lava-jato". Em uma das músicas da banda "Plebe Rude" (daquela geração 80's) chamada de "A Censura", podemos perceber o que os excessos podem causar:

Unidade repressora oficial 

A censura, a censura
unica entidade que ninguém censura

Hora pra dormir
hora pra pensar
Porra meu papai
deixa me falar

Unidade repressora oficial

A censura, a censura
unica entidade que ninguém censura

Contra a nossa arte está a censura
abaixo a postura, viva a ditadura
Jardel com travesti, censor com bisturi
corta toda música que você não vao ouvir

Unidade repressora oficial

A censura, a censura
unica entidade que ninguém censura

Nada para ouvir, nada para ler
nada para mim, nada pra você
nada no cinema, nada na TV
nada para mim, nada pra você

Unidade repressora oficial
Unidade repressora oficial



Permitir que o MP e os outros órgãos ligados a ele possam investigar empresas e pessoas sem pagar pelos erros é uma perda de direitos. Quem acusa deve ter o ônus da prova e isso deve ser feito dentro dos limites da nossa constituição. Justiça a qualquer preço é voltar ao tempo do "Velho Oeste" americano. Infelizmente parece que é o que alguns brasileiros anseiam...

Quem quiser baixar e ler todo o projeto, e não ficar refém da interpretação de terceiros, o link está logo abaixo desse texto. Repetir o que os outros entendem desta matéria é delegar o direito de interpretação, e se negar a ler e entender o que de fato está sendo proposto.

www.senado.leg.br/atividade/rotinas/materia/getPDF.asp?t=196675&tp=1

quinta-feira, 20 de abril de 2017

Borderline - um doente

Muito se tem falado a respeito do comportamento de alguns adolescentes depois do jogo "Baleia Azul", o que faria alguém se matar para terminar um jogo repleto de desafios tolos? Vamos pesquisar um pouco mais sobre o assunto? A verdade é que os pais não encaminham seus filhos aos profissionais que podem ajudá-los nas diversas situações e circunstâncias da vida. Vamos abrir as mentes!!!

Personalidade é forma de comportamento de um indivíduo. É o “jeitão” de ser da pessoa.O Transtorno de Personalidade aparece quando o comportamento é pouco ajustado e prejudica o indivíduo nas relações sociais, causando a ele próprio e aos outros, sofrimento e incômodo. Borderline = estado limite entre o neurótico e o quase psicótico.Características da personalidade borderline, extraídas dos livros especializados e da nossa experiência no consultório. Instabilidade de humor repentinas: depressão, ansiedade, irritabilidade, ciúmes, alternância entre amor e ódio, idealização e desapontamento, sedução, impulsividade.

Pequenas rejeições ou frustrações causam grandes tempestades emocionais.Auto-estima baixa. Esforços grandes para evitar o abandono.Comportamentos auto-destrutivos (machucar, cortar, queimar, bater a cabeça).Tentativas de suicídio.Hiper-reatividade afetiva: situações boas são excelentes e as ruins são catastróficas. “8 ou 80”; totalmente bom ou totalmente mau. Borderlines desenvolvem admiração e desencanto por alguém muito rápido. Eles passam facilmente do “eu te amo” para o “eu te odeio”. Podem dizer com convicção “sim”, para em seguida, dizer “não”.Os borderlines idealizam afetos fortes sem que a outra pessoa objeto do afeto tenha idéia da intensidade. As pessoas são consideradas ótimas, mas diante de recusas tornam-se péssimas rapidamente. Relacionamentos conturbados e instáveis.Raiva extrema. Expressam raiva inadequada.São vistos como rebeldes e problemáticos.Tem grandes prejuízos pessoais e com os outros à sua volta.Padrão de comportamento intenso e extremamente confuso e desorganizado.Se afastam daqueles de quem mais precisam de forma cruel.Muito exigentes de atenção, excessivamente manipuladores.São cruéis. Masoquistas: gostam de sofrer. Sádicas: gostam de fazer os outros sofrerem.Impacientes, são como crianças, querem tudo na hora e do jeito delas.Colocam a culpa sempre em outros por suas próprias falhas.Cresceram fisicamente, mas emocionalmente continuam sendo crianças egoístas e problemáticas.

Cresceram com um grande sentimento de não ter recebido atenção suficiente.Como crianças revoltadas buscam meios imaturos para suprir essa falta de atenção.Os traumas infantis causaram um sentimento crônico de vazio e rejeição, o que gera uma grande dor emocional.Revoltados, rancorosos, com instinto vingativo.Dificuldade para perdoar, revivem coisas do passado e um sofrimento desproporcional aos fatos.Passam rapidamente do papel de vítimas injustiçadas para o de verdadeiros vilões cruéis vingativos.Insaciáveis. Por mais que lhe deem atenção eles exigirão mais ainda. Tendem a ser “paranoicos” (desconfiados) sempre que não recebem importância. Quando discutem vêem o lado negativo das pessoas com que se defrontam fazendo-as merecer punições e vinganças.Pequenas mudanças ou esquecimentos da pessoa amada é um enorme motivo para acreditar que a pessoa não gosta mais dele.É excessivamente possessivo. Acreditando que a pessoa conquistada pertence apenas a ele e a mais ninguém.Baixa capacidade de julgamento, tornam-se os causadores de brigas freqüentes.Acredita que o parceiro tem de estar todo o tempo com ele, têm a obrigação de não deixá-lo sozinho. Quando o parceiro tem de ir viajar ou quando cancela um encontro, facilmente o borderline se irrita, partindo para manipulações e ameaças.Não têm controle de si mesmos, por isso demonstram irritabilidade e raiva em variadas situações triviais.

Reações desproporcionais: amargura, maus tratos ao próximo como xingamentos eviolência. Tentam controlar as emoções, mas não conseguem.Oscilam entre um comportamento adulto e um infantil; entre uma conduta boa e uma má.Árduos manipuladores: lançam mão de estratégias como agressividade, brigas, chantagens, para ver se as pessoas o abandonarão por tais razões.Costumam “ver coisas” onde não existem. Convidam uma pessoa para um passeio e a se pessoa alvo não aceitar, basta para que os borderlines entrem em conflito, mudando rapidamente de humor e comportamento.  Sentem-se profundamente feridos e desprezados.Fazem tempestade em copo d’água.A forma como demonstram o medo é através da agressividade e raiva, rebeldia, depressão, chantagens, manipulações, maus tratos, discussões e diversos comportamentos.Sentem um vazio irreparável, uma frustração contínua. São pessoas que nunca estão satisfeitas. Exigem demais dos outros, mas nunca se satisfazem, não retribuem, demonstrando uma grande ingratidão.

O borderline é a eterna”vítima”.Não têm uma identidade bem formada, precisa do apoio de outra identidade, causando assim um grande medo à perda e rejeição de tal identidade.Seu gosto é inconstante, pode gostar de uma coisa, em seguida enjoar da mesma.Os borderlines são indivíduos que são escravos das suas próprias emoções.Muito possessivos, não se dão conta que todo esse comportamento prejudica e assusta as pessoas.As decepções amorosas são muito intensas, dolorosas e insuportáveis.Eles têm dificuldade em conviver em grupo, arranjam conflitos com amigos, namorados e familiares com grande demonstração de ciúmes, possessividade e medo de serem abandonados.São superficialmente adoráveis e simpáticos no meio não familiar. Com pessoas de sua intimidade eles são tidos como irritantes, agressivos, mal-humorados e rebeldes.Familiares e amigos vêem os borderlines como pessoas “de lua”.De manhã estão de um jeito, à tarde de outro, e à noite de outro jeito.Relacionamentos íntimos são muito caóticos e terminam de forma explosiva. Mudam em relação ao o que irão exercer profissionalmente.Não têm persistência para continuarem um projeto ou objetivo. Borderlines têm visão extremista até mesmo de seus objetivos e futuro. Quando conseguem iniciar um projeto (estudos, emprego), eles são freqüentemente presunçosos: sua meta é ser reconhecido ou nada valerá.A inconstância é a palavra chave da vida de um borderline.Estão sempre à beira entre o amor e o ódio.A vida do borderline é dividida sempre entre boa e má. Dividem as outras pessoas como “totalmente boas” ou “totalmente más”.Pouco se importam com as necessidades alheias, porque tendem a priorizar as suas.

O borderline se aborrece com qualquer assunto que não lhe diga a respeito, necessitando sempre ser o centro de tudo.Não tem paciência, se estressa ou irrita-se facilmente, até por coisas banais.Sua percepção sobre outros é distorcida sempre para desconfianças.Acredita que as outras pessoas não são nada confiáveis e são maldosas.Tem dificuldade em relação a limites.Nas relações íntimas se mostra carente de afeto, com grande necessidade de apoio; se mostrar muito manipulador e irritante.Tende a mudar de amizades, grupos, cidades, etc. que considera “ameaçadoras”.Pode tomar atitudes pouco recomendáveis como trair, mentir, criticar, pôr a culpa em outros, colocá-los em situação financeira difícil, esconder, querer destruir o que o outro possui, querer se vingar e outras coisas do gênero.A automutilação é uma das principais características do borderline: cortar, queimar, arranhar, bater-se, cutucar-se, roer unhas e pele, abusar de medicamentos, expor-se a situações perigosas ou doenças, não se importar com sua saúde.

sábado, 15 de abril de 2017

TRINTA MOEDAS DE PRATA

Você sabe quanto um escravo custava (quanto ele valia) na época em que Jesus esteve com os apóstolos? Trinta moedas de prata. Pois é, trinta moedas, uma para cada dia do mês, foi o preço da traição de Judas, ou seja, podemos dizer que foi o salário do pecado, da iniquidade. O tempo passa mas o homem continua o mesmo, quando o assunto envolve dinheiro a maioria perde a linha, perde a própria salvação.

Imagem relacionada

Então enchemos a boca para dizer que os políticos são a escória da sociedade, mas esquecemos que sem a nossa permissão e participação nos atos ilícitos nada disso aconteceria, ou melhor, não haveria a corrupção. Porque então aceitamos participar de algo que não é lícito se sabemos que isso nos fará perder a salvação?


 A verdade é que as igrejas etão cheias de pessoas que como Judas não vacilarão em trocar a vida eterna por um pouco de conforto terreno, e o pior, fazendo o que Deus não se agrada, fazendo e participando de atos e ações ilícitas. Que tal aproveitar a Páscoa e sair fora dessa enrolação toda? Aproveite que Jesus morreu para nos salvar e nos oferecer a vida eterna, não compactue com as coisas que não são lícitas. Mude antes que seja tarde! 

"Portanto, se já ressuscitastes com Cristo, buscai as coisas que são de cima, onde Cristo está assentado à destra de Deus." (Colossenses 3:1)

Se realmente nos convertemos ao Senhor, então morremos para o mundo, e junto com Ele ressuscitamos e vivemos as coisas do alto, pensando nas coisas de cima e não mais nas terrenas e mundanas. Portanto, buscamos conhecer, viver, praticar o que é do alto, procuramos viver em espírito e não mais praticamos as paixões do mundo. Os nossos valores são outros; a nossa prioridade sempre será agradar ao Senhor, ao nosso Mestre que é Jesus, e não mais sofrermos as mazelas consumistas, as disputas pelo que é passageiro. "Pensai nas coisas que são de cima, e não nas que são da terra; Porque já estais mortos, e a vossa vida está escondida com Cristo em Deus." (Colossenses 3:2-3).


Resultado de imagem para Ressurreição de Jesus

Se ressuscitamos com Cristo, então já morremos para este mundo, e vivemos com Cristo, então os nossos pensamentos não podem estar nas coisas daqui, mesmo porque elas já não mais existem para nós. Converter-se, entregar-se a Cristo é morrer para o mundo e renascer; ressuscitar em Cristo é viver em novidade de vida; é praticar os ensinamentos do Senhor. Porque a nossa vida está em Cristo, e viveremos assim por toda a eternidade se perseverarmos; teremos um corpo glorificado e não mais sentiremos dores, tentações e provocações mundanas. "Quando Cristo, que é a nossa vida, se manifestar, então também vós vos manifestareis com ele em glória." (Colossenses 3:4).

Quando Jesus voltar, manifestar-se, também viremos com Ele, estaremos com Ele para todo o sempre, se aqui, agora, já estivermos ressuscitados Nele, se já estivermos mortos para o mundo, porque quem vive no mundo e para o mundo está morto para Cristo. Morrer para o mundo é viver segundo o Evangelho de Jesus Cristo e não outro evangelho qualquer, é praticar a Palavra do Senhor, é demonstrar o nosso amor com obediências."Mortificai, pois, os vossos membros, que estão sobre a terra: a prostituição, a impureza, o afeição desordenada, a vil concupiscência, e a avareza, que é idolatria; Pelas quais coisas vem a ira de Deus sobre os filhos da desobediência; Nas quais, também, em outro tempo andastes, quando vivíeis nelas."(Colossenses 3:5-7).

Resultado de imagem para Caminho de Jesus

Mortificar os nossos corpos é nos despir da ira, não aceitar ou permitir ficar irado por qualquer motivo. Não se pode falar em mortificação, em ser morto para o mundo se vivermos irados, com raiva, mesmo que seja por motivos aparentemente justificados. Morrer para o mundo, para nascer em Cristo, é andar na contramão do mundo; é tirar toda maldade dos nossos corações, pois sabemos que a boca fala do que está cheio o coração. Ser convertido, ser salvo no Senhor é exatamente morrer para o mundo; é mudar as prioridades; é usar a Bíblia como cartilha, como mapa, bússola, GPS. Saber que, se não utilizarmos esse método, nos perderemos do Caminho que é Jesus. "Não mintais uns aos outros, pois que já vos despistes do velho homem com os seus feitos, E vos vestistes do novo, que se renova para o conhecimento, segundo a imagem daquele que o criou; Onde não há grego, nem judeu, circuncisão, nem incircuncisão, bárbaro, cita, servo ou livre; mas Cristo é tudo em todos." (Colossenses 3:9-11).

A mentira é trevas, é escuridão, e é filha do diabo, portanto não existe mentirinha branca, santa, não existe mentirinha por boa causa, e todos os que se utilizam dela por qualquer motivo estão dando autorização para o diabo agir em suas vidas. Quando alguém mente, está na verdade rejeitando o Filho de Deus, que é Jesus, e assumindo o filho do diabo, que é a mentira. Portanto, por mais que clame e fale o nome de Deus, não tem parte no Reino e não ressuscitará Cristo. Não se pode falar que são novas criaturas em Cristo, ou que estão convertidos se ainda existem prostituição, adultérios, maldades, iras, raivas, mentiras nos corações. Não precisa praticar, mas, se existe nos corações, é porque estão vivos, e esses pensamentos não são condizentes com o Reino de Deus, mas com o reino terreno. Não existe morte indolor, portanto a verdadeira conversão causa dor, pois é o abandono da vontade, dos desejos humanos, para assumir a vontade de Deus, e a natureza Divina. É se despir de toda carnalidade, e como nascemos no pecado, e somos carne, essa mudança, transformação, essa morte traz dor, mas, se perseverarmos, teremos o maior dos prêmios, teremos vida eterna.
"Revesti-vos, pois, como eleitos de Deus, santos e amados, de entranhas de misericórdia, de benignidade, humildade, mansidão, longanimidade; Suportando-vos uns aos outros, e perdoando-vos uns aos outros, se alguém tiver queixa contra outro; assim como Cristo vos perdoou, assim fazei vós também." (Colossenses 3:12-13).

Portanto, se nascemos em Cristo, se nos despimos do velho homem, da velha mulher, então andemos em novidade de vida e pratiquemos o fruto do Espírito.

Só me interessam os oitenta - II

Outra banda de muito sucesso nos anos oitenta foi o "The Police", considerada uma das bandas super trio mais bem sucedidas, o The Police inicia a sua trajetória ainda nos final da década de setenta, mais precisamente no ano de 1977 em Londres, portanto, se trata de uma super banda inglesa. Com influências do Reggae, Punk e Jazz o seu som era inconfundível, um Rock da melhor criatividade.

 A banda surge com o baterista, Stewart Copeland e Sting, que tocavam em outras bandas e o destino os uniu, Andy Summer chega ao Police em 1978. Seu primeiro grande sucesso, "Roxanne", teve que ser gravado em duas circunstâncias (anos) diferentes para receber o reconhecimento, mais trade eles lançam "Can't Stand Losing You" e chegam ao Top 10 na Inglaterra. Que tal conferir esse?


O tempo passou e o sucesso da banda ia atingindo o planeta, ainda no ano de 1979  a banda parte para lugares remotos como Tailândia, México, Índia, Grécia e Egito. Na década de oitenta a banda simplesmente arrasou, encantou o mundo com sucessos como "Every Breath you Take", "King of Pain", "De Do Do Do, De Da Da Da" (essa em homenagem a mim, o Duda), "Every Little Thing She Does is Magic" e "Wrapped Around Your Finger". Vamos conferir os coroas tocando?







Eu ainda escuto muito a banda, vale a pena conferir todos os sucessos desse super trio. Quem quiser saber mais dos anos oitenta eu recomendo um site:

http://anosoitenta.com.br/musica.html

F U I !!!

quarta-feira, 12 de abril de 2017

Elvis Presley não morreu


Elvis Aaron Presley, ou "Elvis, The Pelvis", como ficou inicialmente conhecido por dançar de uma maneira muito extravagante, é por muitos críticos o Rei do Rock, título que permanece mesmo depois de terem passados quase 40 anos da sua morte (16/08/77).


Considerado a voz mais bela de todos os tempos, passeando em três diferentes tons: agudo, médio e tenor, é também um dos artistas solo recordistas em venda de discos, com 1 bilhão de álbuns vendidos em todo mundo.

Esse artista maravilhoso, ícone da cultura mundial do século XX, foi um dos conteúdos que trabalhos que estão relacionados com a Pop Art. Sua influência pode ser percebida em quase todas as bandas ou cantores Pop da contemporaneidade. Michael Jackson foi um de seus seguidores, gostava tanto de Elvis que casou com a sua filha.

Seus primeiros anos foram difíceis e duros, um furacão de problemas circundou o menino Elvis que teve que se virar como lanterninha de cinema, motorista de caminhão, entre tantas profissões. Sua formação musical atravessa as raízes do R & B, passa pelo Gospel ao mesmo tempo que se relaciona com a música Country americana.

Trabalhou no cinema, foi servir o Exército e chegou a ser Sargento. Casou, se divorciou e a sua vida, na década de setenta, já não apresentava o mesmo brilho de seu início, apesar da sua maturidade musical. Ninguém sabe ao certo o que aconteceu com Elvis no dia de sua morte, muitas afirmam que ela está associada, entre outras coisas, a uma disfunção cardíaca provocada pelo abuso de medicamentos e tranquilizantes. Para homenagear essa fera, a galera da 601 da Escola Rogelma fez um trabalho fantástico.







Lindo trabalho, essa galerinha do sexto ano é muito fera! F U I !!!!

segunda-feira, 10 de abril de 2017

Power Point para os grupos da Escola Rogelma

Aqui galera, um pequeno resumo para servir de inspiração para o trabalho interdisciplinar que a escola está desenvolvendo. Qualquer dúvida é só dar um toque no Eddye.



Só me interessam os oitenta!

É verdade, o título ilustra muito bem o que teremos em abril aqui no blog. Está mais do que na hora de falarmos dessa geração e, ao mesmo tempo, das pessoas que foram os pais dessa galera que agitou os anos oitenta, os pais que hoje estão com oitenta anos!

Entendeu? Oitenta da geração oitenta e oitenta da galera que partiu para uma jornada e tem seus belos e maravilhosos 80 anos. Começaremos do outro lado do mundo, exatamente na terra do canguru, eu estou falando da Banda Australiana "Men at Work". Não conhece? N Ã O    A C R E D I T O!!!



Resultado de imagem para Men at work

Essa turma começou em 1979 e logo chegou ao sucesso em todo mundo com músicas que tinham um apelo Rock com uma levada de Reggae. Eu aconselho a dar uma olhada, perdão, uma ouvida nesses sucessos que listei, só sucesso!








Então! Gostou? Os caras tocam muito e naquela época o "Men at Work" era uma banda que se ouvia muito nas praias, tem a cara do verão e a galera do surf adotou sendo uma banda que também pode ser classificada como surf music! Quem disse que os coroas não tinham bom gosto?

F U I !!!

terça-feira, 4 de abril de 2017

Cuidando do nosso pulmãozinho

Não é fácil você driblar a poluição e lugares sujos com a presença de microorganismos e bactérias que podem fazer você passar um grande aperto. Nosso pulmão precisa de oxigênio, ar puro e limpo, precisamos evitar lugares onde não há a circulação de ar. Olha só que pulmão lindo!!!



Resultado de imagem para Pulmão verde


Eu recentemente peguei uma infecção no meu pulmãozinho, te digo que não é nada bom passar por isso e me arrependo profundamente pelo tempo que fumei: 25 anos fazendo fumaça, incomodando os outros e deixando os ambientes fedorentos. Pois é, graças a Deus eu parei já tem 10 anos, mas isso só não basta, tenho que cuidar muito bem dele.

Imagem relacionada

Recentemente troquei uma lousa de uma sala onde o forro havia cedido, não parecia nada muito perigoso, mas o lugar estava impregnado de sujeira, e pior, bactérias. Os morcegos ainda estão por lá, a sala está fechada e não há aulas por ali, mas eu acabei pegando uma infecção que me arrebentou... Batman... Você também faz tanta sujeira?

Sintomas da infecção pulmonar

Então presta bem a atenção, nada de lugares sujos ou com algum risco de bactéria, seu pulmãozinho vai agradecer, isso eu tenho a certeza!!!