segunda-feira, 15 de dezembro de 2014

Mais um certificado!

Caros alunos e amigos, quem trabalha na educação não pode ficar sem estudar, na verdade estudar é uma prerrogativa para atuar nessa profissão. Eu não discuto, estudo o quanto posso, as vezes estudo até demais...



Obrigado Rogelma por ter me avisado e recomendado esse curso, foi muito proveitoso e certamente o que foi aprendido nele será usado em sala de aula.

sábado, 13 de dezembro de 2014

Tudo por aqui tem sido "Vaidades de vaidades" (Eclesiastes 1.2)

Os últimos acontecimentos na nossa pequena Carmo nos tem obrigado a fazer uma reflexão, bom, pelo menos é o que se espera das pessoas que pensam. O que realmente está acontecendo aqui? A palavra de Deus é sábia, e podemos alcançar a resposta em Eclesiastes (Eclesiastes 1:1-18).

Tudo por aqui tem sido absolutamente um exercício da vaidade de alguns, por onde você mirar os seus olhos verá a marca da vaidade de alguém. Uns querem estar a frente de tudo que dá certo, não gostam de responder às coisas que estão erradas, essas não são responsabilidades de ninguém. Una aparecem com cartazes, outros em helicópteros, mas o personagem ,principal da cena Carmense aparece com uma arma, armado até os dentes, principalmente quando ele manda o seu recado pelo Face ou Whats!

Em grupos de ajuda mútua, uma das frases comuns é a seguinte: Os princípios devem anteceder, devem estar na frente das personalidades. Difícil isso não!

Todo esse exercício de parecência, prepotência migrou para o inesperado, hoje a figura principal nos assusta, aterroriza. Ele pode não ter aprendido o que gostaríamos que ele aprendesse nas nossas escolas, inclusive conhece todas elas melhor do ninguém, passou por todas e não passou em nenhuma. E os corretivos que lhe foram impostos? Será que estamos na hora da cobrança? E quando eu escrevo isso me vem duas músicas: "Faroeste Caboclo" e o nosso "Hino Nacional". Vamos ver alguns trechos:


Faroesta Caboblo - Legião Urbana

"Não tinha medo o tal João de Santo Cristo

Era o que todos diziam quando ele se perdeu
Deixou pra trás todo o marasmo da fazenda
Só pra sentir no seu sangue o ódio que Jesus lhe deu
Quando criança só pensava em ser bandido
Ainda mais quando com um tiro de soldado o pai morreu
Era o terror da cercania onde morava
E na escola até o professor com ele aprendeu..."

Trecho do nosso Hino Nacional:

"...Se o penhor dessa igualdade

Conseguimos conquistar com braço forte,
Em teu seio, ó Liberdade,
Desafia o nosso peito a própria morte!..."

"...Mas se ergues da justiça a clava forte,
Verás que um filho teu não foge à luta,
Nem teme, quem te adora, a própria morte.


Misture as duas... Fica estranho não é?

Estamos colhendo pelas ações que fizemos, mas principalmente pelas que esquecemos de fazer, o que tenho lido em sites de relacionamento e escutado é realmente triste. Todos querem a morte de uma personalidade que está roubando a cena, todos querem apagar a sua parcela de culpa nisso tudo, todos estão vestidos de suas vaidades.

E o que pode ser aprendido em Eclesiastes? Bom, eu também sou da geração da internet e encontrei um resumo muito bom do significado desse livro, principalmente no trecho que foi listado, está bem aqui:

"...O livro mostra, através da experiência pessoal do autor, que mesmo que alguém consiga ser bem sucedido em todos os setores da vida, possuir muitas riquezas, adquirir poder, acumular mulheres, etc., não conseguirá encontrar a felicidade nessas coisas, pois todas elas, um dia, irão passar. Quando passarem, se a pessoa não estiver firme em Deus, saberá que foi tudo vaidade, ilusão, sem valor, sem proveito algum.

Durante muitos anos, Salomão buscou a felicidade em todo o tipo de atividades. Construiu casas, desenvolveu plantações e teve muitas mulheres Eclesiastes 2:1-11, I Reis 10: 23 a 27, 11: 3. Ele ocupou-se dos mais diversos projetos imaginados. Entretanto, no fim da sua vida, reconheceu que tudo o que o homem faz sem Deus é correr atrás do vento, Eclesiastes 1: 14. Afirmou que o mais importante é reverenciar a Deus e obedecer-lhe, Eclesiastes 12: 13 e 14.

De tudo o que se tem ouvido, a suma é: Teme a Deus e guarda os seus mandamentos; porque isto é o dever de todo homem. Porque Deus há de trazer a juízo todas as obras, até as que estão escondidas, quer sejam boas, quer sejam más. Eclesiastes 12: 13 e 14 RA.

Salomão escreveu esse livro bem no fim da sua existência, após avaliar muitas coisas boas e ruins que praticou. Ele escreveu sobre os problemas que passamos, sobre nossas ansiedades em relação aos amigos, ao dinheiro, à vida após a morte. Sem dúvida, não apenas nos versos finais, mas ao longo de todo o livro, encontramos informações relevantes para nós, hoje.

O testemunho do livro de Eclesiastes é particularmente aplicável quando quase todo o mundo busca freneticamente poder, beleza, riquezas e prazeres. É difícil seguir a Deus, em meio a tanta correria. Querer ficar rico, querer ter casas, poder, prazeres com um fim em si mesmo é uma vaidade tola. Porque só Deus pode satisfazer plenamente nossos desejos mais profundos. Só Deus pode conceder plena realização e significado na vida..."

Fonte: http://www.iasdemfoco.net/eclesiastes/text/0002.htm


Podemos fazer a diferença professores, se você não acredita assista ao vídeo: