sábado, 5 de maio de 2012

Colagem - Arte ou Brincadeira de criança?

Matisse é considerado um dos pais da pintura, e não pense que ele não sabia desenhar, o cara mandava muito bem, mas como todos os que realmente dominam a técnica do desenho, preferiu a expressão, que em suas palavras tinham o seguinte significado:

 "Expressão e decoração são uma só coisa".

Aqui uma pequena mostra do "calibre" do artista, essa fase realista durou até os seus 20 anos.


Eu não conheço ninguém aqui da cidade para fazer um trabalho assim, notem o jornal na mesa, perfeito. Foi assim por algum tempo, até que se cansou de se esconder atrás da técnica e optou por expor todo o seu talento, resultado de uma personalidade brilhante. Aqui ele já simplifica a forma, que foi a tônica do início do século XX, e começa a dar maior importância a pintura que o desenho:



Enfim, ele fugiu, ou melhor, modificou o seu destino quando ingressou em um curso de artes, deixando para trás o curso superior de advocacia. Foi aluno de Gustve Moreau e passou um dobrado para se sustentar na virada do século XIX para o XX. Matisse embarca no movimento pontilhista e em 1905 expõe a obra a seguir:



No passado, os artistas sempre tentaram criar quadros e esculturas que representassem fielmente pessoas, lugares e objetos. Mas o crescente uso da fotografia, desenvolvida em meados do século XIX por Louis Daguerre (1789-1851), levou muitos artistas a desejar experimentar estilos de pintura diferentes, menos realistas.

Por meio do Neo-Impressionismo, Matisse compreendeu que a cor não precisava ser usada na pintura de modo descritivo, ou "naturalista". Por exemplo, embora uma árvore como a de Luxo, calma e volúpia (a obra acima), pudesse parecer marrom na vida real, ao pintá-la em um quadro o artista poderia escolher amarelo, roxo, rosa, vermelho, verde ou azul - ou todas as seis cores!



Mas professor, o que o Matisse tem haver com a colagem? Vamos chegar lá, calma, agora eu vou citar uma definição de colagem que extrai da wikipédia e tudo começará a se esclarecer. A definição:

Colagem é a composição feita a partir do uso de matérias de diversas texturas, ou não, superpostas ou colocadas lado a lado, na criação de um motivo ou imagem. Foi utilizada por Picasso e Georges Braque, entre outros. Ela é uma técnica não muito antiga, criativa e bem divertida, que tem por procedimento juntar numa mesma imagem outras imagens de origens diferentes.


A colagem já era conhecida antes do Século XX, mas era considerada uma brincadeira de criança. O cubismo foi o primeiro movimento artístico a utilizar colagem. Os cubistas colavam pedaços de jornal ou impressos em suas pinturas. A colagem como procedimento técnico tem uma história antiga, mas sua incorporação na arte do século XX, com o cubismo, representa um ponto de inflexão na medida em que liberta o artista do jugo da superfície. Ao abrigar no espaço do quadro elementos retirados da realidade - pedaços de jornal e papéis de todo tipo, tecido, madeira, objeto e outros -, a pintura passa a ser concebida como construção sobre um suporte, o que dificulta o estabelecimento de fronteiras rígidas entre pintura e escultura.
Acalmou? Já começou a perceber que colagem não é uma brincadeira e nem uma arte menor? Foi através da colagem que a pintura se impôs no plano bidimensional, dividindo com os baixos relevos da escultura o mesmo espaço plástico. 
Matisse embarca no movimento Fauvista, ou Fovista, e em 1908 abre uma escola de arte e se torna professor. O engraçado é que os alunos achavam que ele seria um professor relapso e a favor do oba-oba, muito pelo contrário, fazia com que os seus alunos dominassem as técnicas acadêmicas copiando as estátuas gregas. Você sabia que ele também era escultor?


Existe muito mais para falar de Matisse, prometo fazer um especial dele, mas por hora eu acho que é o suficiente para provar à vocês que a colagem não é uma brincadeira de criança e nem uma arte menor, colagem é uma técnica expressiva, que pela sua natureza, propõem a junção, aproximação, resignificação, fragmentação (etc...) das imagens e seus valores (significante-significado).

Matisse mostrou a sua habilidade de pintar quando se recuperava de um apendicite, e na sua velhice, depois de sofrer uma cirurgia em consequência de um câncer, passa por outro processo criativo, a colagem. Depois da cirurgia, Matisse não conseguia mais ficar de pé e trabalhar em um cavalete. No entanto, sentado na cama ou em sua cadeira de rodas, ele podia cortar papéis que tinham sido coloridos com guache. Assim podia dispor as peças do modo que desejasse - ou orientar seus assistentes para que as posicionassem. 


Essa maravilhosa obra de Matisse, O Caracol, rendeu o seguinte comentário de Matisse:

" Os recortes de papel me possibilitaram desenhar diretamente com a cor", ele escreveu, "... um movimento ligando linha e cor."


Então galera, que tal fazer umas colagem e enviar para o meu e-mail, prometo fazer uma exposição com elas!
eddyeazevedo@hotmail.com
----------------------------------------------------------------------------------------


Um comentário:

  1. obrigada.....vou usar na aula com meus baixinhos rsrsr amei!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir