quarta-feira, 19 de outubro de 2011

Arte Etrusca

Introdução

O território designado por Etrúria, onde se fixou o povo etrusco, corresponde ao atual centro de Itália. A arte etrusca desenvolveu-se a partir do século VII a. C., desaparecendo no século III a. C., aquando da integração do seu povo na nação romana, então em expansão.

Dominada pelas conceções da vida pós morte e pela necessidade de criar estruturas arquitetónicas de carácter eterno que pudessem preservar os corpos para a imortalidade, grande parte das manifestações artísticas etruscas, ainda que dotadas de grande originalidade, denunciam uma forte influência da culta arte grega. Avesa às criações de grande dimensão ou de carácter monumental, a civilização etrusca desenvolveu bastante as artes menores, o trabalho em argila, o bronze e a ourivesaria.






Arquitetura

As construções etruscas eram geralmente realizadas em madeira e em tijolo, ficando a pedra limitada às fundações e aos plintos sobre os quais se erguiam os templos. Para além do sistema trilítico, os etruscos empregavam processos construtivos mais complexos, como o arco, a abóbada ou pseudo-abóbada e a pseudo-cúpula. 






Com carácter altamente precário e efémero, grande parte dos edifícios construídos por este povo desapareceram. Excetua-se todo o conjunto de arquiteturas funerárias, cuja necessidade de durabilidade determinou o uso da pedra para a sua construção. Sendo a maior parte dos túmulos escavados na rocha (formando uma espécie de arquitetura em negativo), os elementos construídos resumiam-se geralmente às fachadas, portas ou corredores de acesso. Abandonando a solução circular, em forma de tholos, característica da Grécia e do mundo mediterrânico, os etruscos adotaram para o interior dos túmulos soluções que recriam a forma da habitação: uma sala central em torno da qual se dispunham simetricamente as celas.
O templo etrusco, que se tornou canónico, era construído em madeira e tijolo, sobre uma base de pedra. De planta quase quadrada apresenta um alpendre com colunas que antecede a cela (um espaço fechado que podia ser único ou dividido em três salas) e uma cobertura de duas águas, salientes em relação à planta.


Artes plásticas

Grande parte da escultura etrusca tem carácter religioso ou funerário. Os sarcófagos que continham os mortos, geralmente realizados em terracota, constituem as mais interessantes peças escultóricas deste período artístico. Eram formados por uma caixa elevada sobre a qual se representavam os defuntos, reclinados e apoiados num braço, como se observa no "Sarcófago dos Esposos", realizado aproximadamente em 520 a. C. e descoberto num túmulo da necrópole de Cerveteri.




A restante escultura era normalmente realizada em argila, por modelação, num efeito rápido, espontâneo e expressivo, como se observa no "Apolo de Veios", em terracota pintada, proveniente do templo de Portonaccio. Este povo desenvolveu igualmente esculturas em bronze, como a célebre Quimera de c. 380 a. C., descoberta em Arezzo.





Tal como sucedeu ao nível da escultura, a pintura etrusca mais significativa encontrava-se reunida nos túmulos e procurava reconstituir os ambientes onde os defuntos tinham habitado em vida. Desta forma, às imagens figurativas (representando cenas do quotidiano, ou temas naturais) associavam-se elementos arquitetónicos, como cornijas, frisos e pilastras que estruturavam a narrativa. As figuras eram invariavelmente definidas com uma linha de contorno negra e preenchidas por cor.

Arte Etrusca. In Infopédia [Em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2011. [Consult. 2011-10-20].
Disponível na www: .

Mais mais mais mais...

Então, gostaram do novo Design do blog? Espero que sim, qualquer coisa é só enviar um comentário, uma sugestão. Agora, continuando com a atividade de desenho que fizemos sobre a arte Etrusca, eu deixo vocês com a turma 601, eita turminha boa!








Matheus Huguenin é um FERA!!!

100 medo de se expressar

Existe muita teoria a respeito de como um professor de Artes deve se portar na sala de aula ou , com alguma sorte, em um ateliê. Em muitas escolas nem mesmo um professor especialista leciona, o que torna tudo ainda mais difícil para quem chega com a formação adequada. 
Como eu sempre digo: " Desenho feio é aquele que eu não posso ver, aquele que não foi feito pelo aluno". Por isso, eu inicialmente encorajo todos a fazer, a arriscarem um traço ou dois. Pronto, já está lá, diante dele o seu registro visual. Com o tempo podemos apresentar as três técnicas de desenho, apenas para aqueles que querem se aperfeiçoar na representação objetiva daquilo que vêem.
Olha o que o 6º ano pode fazer, apenas com o reforço positivo. Imaginem eles aprendendo as técnicas?


Esse desenho eu fiz no quadro, é um desenho de uma escultura Etrusca, a que está logo embaixo.


Agora você vai ver alguns desenhos da turma 603 do CIEP 280, a garotada manda muito bem, eu estou muito satisfeito com a desenvoltura desses ferinhas na hora de desenhar. Dá só uma espiadinha:









Eu adoro essa "rapazeada", eles são um presente para mim. Ainda mais quando desenham sem medo, e por isso, eu espero que eles encarem a vida da mesma maneira, fazendo os seus traços, seguindo suas vidas com coragem, imprimindo a sua marca pessoal, fazendo diferente para fazer a diferença. Sem medo de ser feliz.

25.000 acessos!!!

Eu agradeço de coração os meus alunos pela marca de 25.000 acessos, vocês são o meu maior estímulo. Vou mudar o Layout essa semana, estou bastante animado e vou fazer algumas postagens que estão atrasadas. Valeu mesmo galera, amo vocês!!!


segunda-feira, 17 de outubro de 2011

Banda Imperial de Petrópolis

Terminando a série de post's da festa da cidade, publico um último video da Banda Imperial de Petrópolis, sua apresentação foi espetacular e ficou marcada na memória de quem a viu tocar diante das autoridades da cidade. Um presente para a nossa cidade que fez 130 anos.

sexta-feira, 14 de outubro de 2011

A Educação mostra a sua força

A Secretaria de Educação do Carmo mostrou muita força, competência, e sobretudo, organização. Esse grupo de profissionais está dando um show de energia, superando muitas dificuldades e mostrando como se faz a educação a um grupo pessoas que ainda não acordaram para o 3º milênio.



 O aniversário da cidade foi comemorado com muita festa, brinquedos e principalmente com a participação de todos os segmentos da sociedade: educação, projetos sociais, ong's e etc... Todos tiveram a oportunidade de desfilar, inclusive os carmenses que não querem, de jeito nenhum, o presídio no Carmo. Nesse "bloco" estão todos nós, todos da educação, todos da administração, e o nosso Prefeito vestiu a camisa, mostrou para uns poucos que ainda acreditam em descidas e ladeiras, que ele tem compromisso com a cidade, sua família, como a de todos que estavam no palanque, tem história, tem compromisso com a nossa cidade bela, o Carmo.

Assista a mais um vídeo da Banda Imperial de Petrópolis:

quinta-feira, 13 de outubro de 2011

Você sabe o que é uma Fanfarra?


O que é uma Fanfarra?

Quando falamos em “fanfarra”, logo se imagina um grupo de jovens uniformizados, marchando e tocando cornetas e bumbos num desfile cívico, tendo a sua frente meninas carregando as bandeiras do pavilhão nacional. Atualmente, uma fanfarra pode oferecer uma maior diversidade artística, e não só a música, sem deixar de trabalhar o civismo e a marcialidade tradicionais.
Além do corpo musical e do pavilhão nacional, uma fanfarra pode apresentar:
- corpo coreográfico: grupo que desenvolve movimentos de expressão corporal, movimentos de dança e movimentos coreográficos e de malabarismo com bastões e bandeiras.
- balizas: grupo que desenvolve movimentos de balé, ginástica artística e ginástica rítmica e seus aparelhos – bola, arco, massas, fita, corda -, exigindo um grande aperfeiçoamento técnico.
Até mesmo o corpo musical se encontra mais elaborado que as fanfarras de anos atrás, que possuíam apenas cornetas, caixas, bumbos e pratos.
Agora são utilizados instrumentos de sopro como cornetas, cornetões, flugelhorns, trompas, bombardinos e tubas, todos adaptados para utilização em fanfarras.
Também temos a disposição instrumentos de percussão erudita - tímpanos, metalofones, pratos sinfônicos, acessórios, etc. – e percussão popular – tumbadoras, triângulos, pandeiros, etc.
Hoje aqui na cidade do Carmo tivemos a festa da cidade, 130 anos. Foi um desfile maravilhoso e as bandas mostraram todo o seu talento. Esse vídeo é de hoje, aproveitem para assistir, foi um show!


Autoterapia para Pessoas que Gaguejam


Associação Brasileira de Gagueira
LIF de Fluência, Motricidade e Funções Orofaciais da FMUSP
Editora Manole
2009
No Brasil, 1% da população apresenta alguma forma de gagueira e sofre com o preconceito e as desvantagens econômicas e sociais.

Em 2005, a Associação Brasileira de Gagueira criou o slogan "Gagueira não tem graça. Tem tratamento." atualmente utilizado em campanhas nacionais e internacionais de conscientização sobre a gagueira. No entanto, ainda são poucos os profissionais especializados no atendimento à gagueira em nosso país.

Neste contexto, A Associação Brasileira de Gagueira e o Laboratório de Investigação Fonoaudiológica da Fluência, Motricidade e Funções Orofaciais da FMUSP se reuniram para fazer a tradução e adaptação do livro Autoterapia para a Pessoa que Gagueja, escrito por Malcolm Fraser, da Stuttering Foundation of America.

Este livro é dedicado à todas as pessoas que gaguejam e ainda não encontraram uma forma efetiva de melhorar a sua fluência e também aos profissionais de Fonoaudiologia e Psicologia. Ele descreve o que pode e deve ser feito para aumentar a autoconfiança e superar as dificuldades decorrentes da gagueira.

O livro não substitui o atendimento especializado.

A renda obtida com a venda do livro será destinada para os projetos da ABRA GAGUEIRA.

http://www.manole.com.br/livros.php?id=2008

terça-feira, 11 de outubro de 2011

Esquizofrenia e Artes

Existem muitas pessoas esquizofrênicas entre nós, mais do que possamos imaginar... Um outro dado interessante é que muitos são profissionais liberais bem sucedidos, outros são artistas, por exemplo. O fato é que são pessoas delirantes, se acham perseguidas, acham que estão em uma cruzada em busca da salvação mundial. Na verdade não conseguem salvar a si mesmos, muitos fracassam em seus projetos pessoais, e como mal conseguem se expressar, culpam os outros por isso. Extrai um texto da internet (wikipédia) e achei muito interessante, quase que ilustrei esse texto com uma imagem!!!

"Os esquizofrénicos podem apresentar também sintomas depressivos, que nem sempre têm origem em aspectos biológicos ou neuroquímicos da doença. "O desapontamento e a desilusão vividos por alguns deste doentes perante os repetidos fracassos em manterem um emprego, em conseguirem voltar a estudar ou terem um grupo de amigos torna-se uma realidade incontornável",[5] levando a sentimentos de frustração.
Um outro aspecto associado à depressão na esquizofrenia é a questão do suicídio, que pode ter origem em vários factores: o sofrimento psíquico associado à própria vivência psicótica, o aspecto crónico e recorrente da doença que afecta muitos jovens."

Outro trecho:

Em muitos casos, os indivíduos com esquizofrenia foram crianças tímidas, introvertidas, com dificuldades de relacionamento e com pouca interacção emocional. As crianças apresentam ainda dificuldades ao nível da atenção e do comportamento. Durante a adolescência o isolamento vai se tornando cada vez maior e o rendimento escolar diminuindo. Estas modificações são frequentemente associadas à crise da adolescência. "Para o adolescente este é um período de confusão, sente-se desconcentrado, não sabe o que se está a passar com ele. O jovem começa a passar grandes períodos frente ao espelho a observar o seu corpo revelando a presença de alterações do seu esquema corporal que podem surgir associadas à vivência psicótica. Isto não acontece só ao nível do corpo, mas também na consciência de si próprio (perturbação da vivência do «eu») apresentando neste caso sentimentos de despersonalização".



Enfim, muitos acreditam estar em uma luta com o demônio!!! Precisamos ser pacientes com essas pessoas, encaminhá-las para o tratamento e pedir a Deus que ajude a esse ser encontrar paz no seu íntimo. Se você conhece alguém assim, sugira uma consulta à um psiquiatra, vai ser de muita valia.

Como não podia faltar, um link para uma leitura mais aprofundada no assunto: http://www.pucrs.br/edipucrs/online/IIImostra/Psicologia/61927%20-%20ANA%20CRISTINA%20RESENDE.pdf


segunda-feira, 10 de outubro de 2011

Só pra descontrair

O desenho é coisa muito séria, mas as vezes pode ser um bom passa tempo. Quando existe um intervalo entre uma aula e outra eu costumo fazer um rápido croqui. O que significa um croqui???

O significado de croqui: Um croquis (palavra francesa eventualmente aportuguesada como croqui ou traduzida como esboço ou rascunho) costuma se caracterizar como um desenho de moda ou um esboço qualquer. Um croquis, portanto, não exige grande precisão, refinamento gráfico ou mesmo cuidados com sua preservação, diferente de desenhos finalizados. Costuma ser realizado em intervalos de tempo relativamente curtos, como períodos de 10 a 15 minutos. O que costuma ser mais importante no croquis é o registro gráfico de uma idéia instantânea, através de uma técnica de desenho rápida e descompromissada.

fonte: Wikipédia.

Alguns croquis meus: 

 Abelhinha frenética!!! Croqui de 2 minutos.


A chave ficou legal, um croqui de três minutos. Eu só desenho aquilo que eu gosto, graças a Deus, não tenho que ficar desenhando o que os outros pedem.

Passeio no Rio com o 1º ano do CIEP 280

As duas turmas do 1º ano do CIEP 280 são muito FFFFFFFFFFOOOOOOra de série!!! Eles e elas mandaram muito bem na prova do Saerj, simplesmente os melhores do Estado do Rio de Janeiro, e receberam um prêmio mais que merecido: Um passeio pela minha cidade maravilhosa, o Rio de Janeiro.


Texto abaixo foi extraído do site da Secretaria de Educação do Estado do Rio de Janeiro, matéria de primeira página: http://www.rj.gov.br/web/seeduc/exibeconteudo?article-id=636063

A aluna Amanda Andrade, da 1ª série do Ensino Médio, estava muito animada com a oportunidade de realizar um passeio turístico pela cidade.



- Estou muito feliz. Primeiro pelo prêmio, por ter conquistado isso aqui pela boa nota que tirei. E também por poder realizar esse passeio maravilhoso com os meus amigos.

Enquanto isso, Caroline Cabral, também da 1ª série, não via a hora de participar das diversas atividades propostas.


- Já tinha vindo ao Rio, mas não conheço quase nada da cidade. Acabei de passar pelo Copacabana Palace e achei lindo. Daqui a pouco também vamos jogar vôlei aqui na Praia. Não vejo a hora – disse.
-----------------------------------------------------------------------------

Parabéns, vocês são o nosso maior orgulho!!!

Projetor nas aulas - Uma luz animada

Um projetor é indispensável em sala de aula, com ele passamos filmes, exibimos as apresentações feitas em power point, trabalhamos com vídeos, imagens e com a internet. Mesmo sabendo que hoje as unidades escolares já possuem pelo menos um aparelho desses, eu fiz um investimento, comprei um! Agora não preciso mais deixar o meu nome em uma lista de espera. Trabalhar os conteúdos de Artes para o ensino médio sem um projetor é quase que impossível.



Outra, com ele eu faço um desenho muito rápido, é só projetar a imagem em um vidro, na parte de trás coloca-se o papel, e sem fazer sombra com as mãos, passamos por cima. Rsrsrssr... Tempos modernos Ingres!!!

Agora eu deixo um link de um bom desenhista: http://anildo-motta.com/como-desenhar-criancas/

Desenhos - Mais que um exercício do olhar

Desenhar é como fotografar, com uma vantagem, você pode e deve editar (modificar) os elementos para tornar a composição ainda melhor. O estudo da composição é fundamental para que o resultado de um trabalho, muitas vezes árduo e demorado, como de desenhar rostos, não fique redundante, sem alma. Um grande desenhista foi Ingres, ele sabia como trabalhar o tema.




 Na UFRJ, onde cursei pintura e gravura, nós estudamos Ingres nos primeiros anos de desenho. Um dos meus professores foi Lídio Bandeira de Melo, um fera. Nos desenhos de Ingres o foco é nos elementos do rosto e de algum detalhe importante, no restante do desenho ele trabalha menos, quase que fica no esboço, tornando o trabalho leve e elegante.



Essa é uma dica para os desenhistas de retrato, nada de muito trabalho nas bordas ouviu!!!
Não cometam esse erro básico, bons desenhos.


Trabalho de casa - Argila

Trabalhar com argila é muito prazeiroso, além de ter um fantástico efeito terapéutico. Gosto de dar atividades com a argila, mas os "queridos alunos" podem e devem trabalhar com esse material em casa. Os alunos também podem indicar essa atividade para os seus pais, papai e mamãe vão ficar bem tranquilinhos com essa atividade, 100 neurose...

Para ilustrar o post, deixo umas imagens de um trabalho feito pelo Caio, aluno do 8º ano do CIEP 280, show de bola:






Quer ter uma visão mais transcedental do tema acima: Sereias???
Segue esse link >>>

-------------------------------------------------------------------------------

terça-feira, 4 de outubro de 2011

Teatro - Alessandro Curty

Os alunos do CIEP 280 tem o privilégio de poderem contar com um espaço próprio para exercitar a arte do teatro, e mais, poderem contar com o Alessandro Curty, um profissional e ser humano sem igual. Esse post é para você amigo, você merece o reconhecimento e o nosso carinho. Nós te amamos!

Um trecho de Romeu e Julieta, dá só uma espiadinha

domingo, 2 de outubro de 2011

Fim da Enquete - Argila e Fotografia

Nossa enquete terminou e o resultado foi um empate, tanto argila como fotografia tiveram a preferência de vocês com o mesmo número de votos. São atividades muito bacanas, uma explora o nosso interior, o nosso "lado de dentro", e a outra é uma proposta de olhar o "lado de fora". De qualquer maneira muito obrigado por interagirem, na verdade eu queria que vocês interagissem muito mais. Dá só uma espiada nesse vídeo de fotografia, uma verdadeira aula:

sábado, 1 de outubro de 2011

Fotografia, um exercício do olhar

Os alunos do 7º ano da Escola Rogelma fizeram uma atividade diferente, saímos da sala de aula para tirar umas fotografias. Além do passeio, que a atividade proporciona, treinamos o nosso olhar para perceber o "Belo". Ver as belezas da vida é um exercício diário, muitas vezes esquecemos de admirar um nascer do Sol, uma linda flor e tudo que Deus fez para tornar as nossas vidas mais coloridas. Olha as fotos que eles tiraram:







Não pude colocar todas as fotos, foram muitas mesmo. Eles estão de parabéns!!!